Vamos falar de GORDOFOBIA?

Gordofobia é um problema legítimo na sociedade atual e que ainda não tem a devida visibilidade ou o respeito justo para combater este preconceito. Todos os dias pessoas gordas são injustiçadas, humilhadas, tratadas como se seu corpo fosse artigo público, discriminadas sem perdão. Ainda assim, com tantas evidências e um grande apoio da mídia livre, a gordofobia é tratada como piada e vitimismo, assim como o início de qualquer luta.

Antes de prosseguir, sei que terão aqueles que dirão convenientemente que ninguém tem GORDOFOBIA porque ninguém tem medo de gordo. Já que, aparentemente, estas pessoas não aprenderam a consultar um dicionário, eu posso ajudar com a consulta.

GORDO: Pessoa gorda. Acho que não precisa de explicações, né?

FOBIA: 1- Nome genérico das várias espécies de medo mórbido. 2- Aversão a alguma coisa.

AVERSÃO1- Repugnância invencível. 2- Animosidade, antipatia. 3- Nojo, asco.

Ou seja, quando alguém é GORDOFÓBICO, não significa que ele tenha medo de gordo. Mas dizer que uma pessoa é nojenta, que tem nojo de gordo, não é opinião. É preconceito puro e tem nome específico.

Devido à recente ascensão de ícones plus size como a Ju Romano lacrando na capa da revista, a contratação da Tess Holliday pela gigantesca Milk Management e outros ícones de representatividade, o chamado informalmente plus size proud – ou orgulho gordo em tradução livre – tem feito um bem enorme para as pessoas que sofriam com preconceito, opressão estética, gordofobia, fazendo com que pessoas que viviam prejudicando a saúde com remédios emagrecedores, dietas restritivas e outras medidas desesperadas para se encaixar em um padrão, se sintam livres, descubram a auto aceitação e sejam felizes consigo mesmas. E, como felicidade alheia incomoda…

O primeiro argumento utilizado é a preocupação com que as pessoas resolveram ganhar com a saúde da pessoa gorda. Milhares de textões surgindo a cada dia falando que obesidade é assunto de saúde pública. Textos de autores que ingerem álcool, fumam e parecem se orgulhar disso.

Coméquié?
Coméquié?

Como já explicado anteriormente, existem muitos assuntos de saúde pública que são muito mais urgentes que o hemograma das gordinhas. Claro, são bem mais complexos e exigem algum trabalho por parte das pessoas, então nada melhor do que ficar escrevendo e se isentando de qualquer campanha de saúde pública que realmente tenha urgência. Qualquer coisa, para quem estiver tão preocupado assim, teremos um prazer enorme em dar nossos boletos do convênio para pagarem. Ufa, já é uma ajuda e tanto!

O segundo ponto do é apenas a minha opinião é a questão da estética. Eu quero deixar extremamente claro que ninguém é obrigado a atração por gordos, da mesma forma que eu não sou obrigada a sentir atração  por caras musculosos sambando as peitcholas.

Só pra constar: adoro o Terry, mas precisava desse truque com as machotetas!
Só pra constar: adoro o Terry, mas precisava desse truque com as machotetas!

Mas uma coisa é você não se atrair por gente gorda. Outra coisa é soltar um “Pessoas gordas não são bonitas e ponto final minha palavra é lei”. Sabe, gosto é que nem c… nariz. Cada um tem um! Pessoas gordas são lindas, são atraentes, se arrumam (ou não, ninguém é obrigada), vão ao cabeleireiro, divam muito, quebram a banca, conquistam corações. Se você não curte, ok, vida que segue. Mas não ache que todo mundo tem que gostar só do modelo padrão da lôramagraaltadecabelocompridoeolhoazul – que também é linda a seu modo – porque tem outros corpos, outras cores, outras texturas, outras, muitas outras, e tem gorda SIM! E somos lindas SIM. E os gordos são lindos SIM. E se você acha que não, é simples: não se relacione com gordos. Agradecemos nos poupar o trabalho de repetir um NÃO, OBRIGADA cada vez que você fiscalizar nosso prato, nossa roupa.

9489_10205641827278554_1611921121198264104_n
Tati lacrando com a foto inspirada na Ju Romano ❤

Outro ponto muuuuuito martelado é que nós estamos incentivando a obesidade. Caros amigos, por favor né? Achar que porque o movimento gordo está tomando formato, está empoderando a galera, é motivo de alguém querer ser gordo é um absurdo tão grande que mal dá para acreditar. Nossa intenção não é falar “Olha, galera, vem engordar com a gente!“, mas sim “Ei, galera gorda que sofreu preconceito e sofre ainda. Saibam que vocês podem ser felizes assim do jeitinho que vocês são!”. Essa coisa de dizer que vai incentivar as pessoas a engordarem não cola. Ninguém vai chegar e dizer “Nossa, que legal! Aquela modelo plus size é linda. Tudo bem que chamam ela de várias coisas pejorativas, que ela mal consegue ser respeitada, que as pessoas dissecam suas vidas e distorcem tudo sobre ela para tentar embasar suas teorias que são derrubadas diariamente. Olha que legal é sofrer esse preconceito. Decidi, a partir de hoje vou comer um caminhão de sanduba pra ficar assim”. Ninguém vai falar isso. E, se por acaso alguém aparecer e disser isso, amigo saiba que não é assim que a coisa funciona. Nós também nos alimentamos de forma saudável, praticamos atividades físicas*, temos uma vida perfeitamente normal. Quer dizer, quase né? Porque não deve ser normal você estar cuidando da sua vida, almoçando em um restaurante em uma terça-feira e pular um completo estranho ditando regra na sua comida do nada.

*Atividade física inclui dança, caminhada, natação, inúmeras outras atividades que não sejam ficar correndo sem sair do lugar ou levantando peso a academia. Tem gorda que malha, mas tem gorda que faz outras coisas.

“Ah, mas Mina, e o IMC, pergunta pra qualquer médico, e diabetes, hipertensão, colesterol, tireóide, unha encravada, vermes, pontas duplas, o cheque que voltou…”

Quer uma opinião médica? Que tal ver uma recente declaração do endocrinologista Dr. Bruno Halpern onde ele desbanca o “Guru das Dietas” falando sobre gordofobia e saúde? Além disso, basta dar um google que você encontra mais informações. Não adianta justificar, é melhor desconstruir o preconceito.

Essa declaração costuma vir acompanhada de uma mais absurda ainda na tentativa de mascarar seu preconceito:

GORDO NÃO É FELIZ. GORDO NÃO SE AMA DE VERDADE. É TUDO FINGIMENTO!

Meus amigos, eu não sei vocês, mas se a minha felicidade é fingimento, então é tão boa que até eu acredito nela!

happy

Por fim, a mais absurda de todas: o ato de generalizar. Ou o famoso “GORDO É TUDO IGUAL”.

Gordo não é tudo igual assim como magro não é tudo igual. Antes de ser uma GORDA, aquele ser humano é uma PESSOA. E cada pessoa tem um pensamento diferente, reage de formas diferentes, tem sonhos diferentes, tem uma história diferente, tem uma cultura diferente, tem o cabelo diferente… Só o preconceito que é igual. E isso precisamos nos empenhar para erradicar da sociedade.

Tem gorda empoderada, gorda se empoderando, gorda empoderando outras gordas, tem gorda tirando selfie na frente do espelho, tem gorda modelando, tem gorda tirando a roupa, tem gorda mostrando só o que quer pois não é obrigada… Tem várias pessoas gordas diferentes. Muito desinteligente dizer que GORDO É TUDO IGUAL.

E, caso você não tenha sentido sequer vontade de pensar a respeito então por ti só lamento. Muito mesmo! E quanto a você gorda que está se empoderando: não deixe a gordofobia acabar com seu trabalho. Seja FELIZ!

Receba esta chuva de diversidade que temos!

11012521_1625969750994412_1469860789078274722_n 11866216_993753540670418_4706934212574024964_n 11880658_857177144365680_2071723108733520822_n 11889425_10205906141986100_8031077809183692000_n 11892189_756914991084549_7806484112839496367_n 11892214_890174167685276_4602574196537014735_n 11895169_839073762880974_4633001664982162915_o 11898929_1628583770714966_7902187576042599414_n 11903837_872960629448841_3441531811541775210_n 11903928_1625968610994526_5990423555094844225_n 11922885_695181480613018_5731414629865107858_o 11942196_10207042307283368_4008250850990670073_o 11949268_10206821668448006_1416202514825657812_n

11891202_10205832641828951_8844586738630221230_n 11896039_531638903657140_8665581379916226851_n

Beijuxxgg ❤

Anúncios